Buscando contribuir para o aumento da competitividade e o desenvolvimento das empresas do setor de Plásticos do Estado, o Sindiplast-ES deu início a agenda sindical de 2018. A programação conta com cinco eixos, 16 temas e 48 desafios em sintonia com o Planejamento Estratégico do Sindicato e da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes).

O presidente do Sindiplast-ES, Gilmar Régio, enfatiza que os eixos estão diretamente ligados às necessidades que as indústrias locais possuem. “A agenda é o nosso mapa de navegação, construída junto com os empresários, com o apoio do Instituto Euvaldo Lodi (IEL), e tratando de demandas fundamentais para o avanço do setor”.

A agenda sindical irá trabalhar iniciativas voltadas ao ambiente de negócios, às empresas, aos empresários, à gestão do Sindicato e aos profissionais da Indústria. Os temas envolvem Crédito e Financiamento, Regulação, Tributação, Desenvolvimento de Mercado, Produtividade, Tecnologia e Inovação, Comunicação, Qualidade de Vida nas Indústrias, entre outros.

As ações propostas pelo Sindiplast-ES estão diretamente relacionadas aos desafios do setor e envolvem, entre outras iniciativas, a busca pela redução de custos e da alíquota dos tributos para o setor, a implantação do projeto Tampinha Legal nas unidades do Sesi-Senai do Estado, a participação em eventos para o fortalecimento da imagem do plástico, a aproximação com o ambiente acadêmico tecnológico e o aperfeiçoamento da gestão do sindicato.

Para acompanhar o andamento das realizações da agenda sindical e seus frutos, será feito o monitoramento das ações e seus resultados a partir da ferramenta de Acompanhamento por Objetivos (APO).