Impactado pela pandemia de covid-19, entidade precisou adequar estratégias para manter o apoio ao associado e a estabilidade administrativo-financeira

O primeiro semestre de 2020 exigiu adaptações rápidas das organizações em todo mundo, devido à pandemia de covid-19. Finalizando os seis meses iniciais do ano, o Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Espírito Santo (Sindiplast-ES) fez uma avaliação das estratégias adotadas para o apoio aos associados, para a promoção de negócios e o gerenciamento da própria estabilidade administrativa e financeira do sindicato.

De acordo com o superintendente do Sindiplast-ES, Gilmar Nogueira, até o mês de março, quando a pandemia chegou ao País, o planejamento do sindicato girava em torno do reforço positivo da imagem do plástico e da promoção do debate sobre educação ambiental e economia circular.

Sindiplast-ES avalia a gestão sindical no primeiro semestre

 

Em fevereiro, a entidade realizou o “Seminário Economia Circular do Plástico”, na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), discutindo estratégias sustentáveis de produção por meio da economia circular, além de apresentar experiências de sucesso da Indústria de Plásticos no reaproveitamento de resíduos para minimizar impactos ambientais. O encontro reuniu representantes de instituições como Associação Brasileira da Indústria do Plástico (Abiplast-ES), do Instituto Socioambiental do Plástico (Plastivida) e da Braskem, maior produtora de resinas termoplásticas nas Américas.

A partir de março, com a pandemia, o planejamento do Sindiplast-ES se voltou para o apoio mais intenso aos associados e a gestão administrativa da entidade. Do ponto de vista administrativo foram necessárias adequações, como a diminuição do quadro de funcionários, maior controle financeiro, a suspensão de serviços gráficos e eventos, entre outras, que possibilitaram uma redução de 60% dos custos financeiros do sindicato.

Outra iniciativa adotada foi o fortalecimento da comunicação do Sindiplast-ES, que passou a atuar de maneira integrada, com presenças na mídia tradicional (impressa e online), por meio de uma Assessoria de Imprensa, e da comunicação direta com os associados a partir do site e das redes sociais (WhatsApp, LinkedIn, Instagram e Facebook), realizado por um profissional especializado em Gestão de Marketing Digital. “O planejamento integrado da comunicação fez com que aumentássemos em 70% as nossas publicações em canais de comunicação direta com o associado, além de estarmos presentes em cerca de 60 publicações na mídia tradicional, entre janeiro e junho deste ano”, explica Gilmar Nogueira.

Estratégia buscou potencializar o suporte ao associado

O presidente do Sindiplast-ES, Jackley Maifredo, afirma que, apesar de a pandemia ter pegado a todos de surpresa, o sindicato conseguiu levar o suporte necessário aos associados. “Intensificamos nossos encontros pelo ambiente virtual e oferecemos informações atualizadas da expansão da pandemia e orientações para o empregador organizar a empresa e prevenir a doença. Ao mesmo tempo, divulgamos as medidas trabalhistas que poderiam ser adotadas naquele momento e disponibilizamos suporte jurídico, por meio da parceria com a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes)”, disse.

Sindiplast-ES avalia a gestão sindical no primeiro semestre

 

Maifredo destaca que um grande movimento também foi realizado para fomentar negócios no setor, com a representação do Sindiplast-ES em encontros on-line de fornecedores; a aproximação e o relacionamento com outros setores, por meio de encontro de negócios; a criação do bate-papo sindical; e a formatação do catálogo de serviços e produtos dos associados, a fim de auxiliar na divulgação do trabalho e do potencial das empresas de Transformados Plásticos do Estado.

“Nós ainda mobilizamos nossos associados em campanhas de responsabilidade social, por meio do movimento Indústria do Bem, da Findes, para ajudar a sociedade capixaba e o governo estadual no enfrentamento da pandemia. As doações incluíram matéria-prima e espaço de produção de protetores faciais para profissionais de saúde, e de itens para cestas básicas e produtos de higiene pessoal para famílias carentes”, completa.

Para a segunda metade do ano, o presidente do Sindiplast-ES adianta que o sindicato irá promover qualificações gratuitas, estimular a prática do associativismo e o intercâmbio de boas práticas de gestão. “A Abiplast projeta uma queda de 4,5% nas vendas de transformados plásticos em 2020. Como nossas associadas, também estamos preocupados com o impacto da pandemia no setor, mas temos confiança na capacidade de inovação e superação das empresas. Assim, seguimos o nosso planejamento com um controle financeiro rígido e já preparando a 13ª edição da Semana do Plástico que, neste ano, deve vir em um formato on-line”, finaliza Jackley Maifredo.

Abrir chat
Precisa de ajuda?
Powered by