benefícios no setor capixaba de Transformados Plásticos

O Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Espírito Santo (Sindiplast-ES) iniciou uma Pesquisa de Remuneração e Benefícios em empresas associadas. A iniciativa integra as ações do Grupo de Boas Práticas de RH do sindicato, a fim de permitir às associadas estruturar ou reestruturar a política de remuneração alinhada à realidade do mercado.

A pesquisa está sendo realizada pela Heach, empresa especializada em inteligência corporativa e consultoria em gestão. Em novembro, a empresa realizou um webinário com as associadas que, inicialmente, demonstraram interesse em participar do levantamento, dentre elas, a Ipanema Embalagens, a PMI Aladdin, a Maifredo Embalagens, a Fibrasa, a Agrofit, a Plasvit, a TopPlastic, a Embali e a Seven Pack.

“O pontapé inicial da pesquisa foi dado no dia 9 de dezembro. Buscamos, com isso, conhecer melhor a realidade das empresas quanto à remuneração e benefícios dos profissionais e promover a estruturação de remuneração do setor de Plásticos capixaba, aumentando a competitividade das empresas e reduzindo a rotatividade”, afirma o superintendente do Sindiplast-ES, Gilmar Nogueira.

Durante o webinário promovido pela Heach, as associadas puderam conhecer como se dará o processo e as vantagens decorrentes da realização da pesquisa. Agora, a equipe técnica da Heach prepara o manual que guiará as empresas para o preenchimento da pesquisa.

A expectativa é de que a aplicação da pesquisa junto aos associados inicie no dia 11 de janeiro e que todo o trabalho seja concluído em até 60 dias, observando pontos como o cenário financeiro das empresas; as políticas de remuneração e benefícios; mapeando os cargos e as funções existentes; e avaliando o equilíbrio salarial de acordo com o que é praticado pelo mercado.

“Compreendendo melhor as práticas salariais de mercado, nossas associadas poderão definir uma política de remuneração mais competitiva e atrativa, levando em conta o cenário financeiro da empresa e critérios mais objetivos de remuneração. Assim, é possível atrair e reter os melhores talentos, aumentar o engajamento e obter melhores resultados de produtividade”, conclui o superintendente do Sindiplast-ES, Gilmar Nogueira.